Bufete de Informaciones Especiales y Noticias
CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS (CNM/CUT) - BRASIL

Montadoras: Trabalhadoras Metalúrgicas ampliam e conquistam novos direitos sociais

Informaciones de la CNM/CUT editadas en Rebanadas:

Rebanadas de Realidad - Brasil Metal Diário, São Paulo - SP, 29/08/07.- O aumento da idade da criança no benefício do auxílio creche e a opção da mãe amamentar o filho durante um prazo maior foram as principais conquistas paras as trabalhadoras metalúrgicas, que foram definidas durante a 8ª rodada de negociação da Campanha Salarial, realizada na manhã desta terça (28), entre a FEM-CUT/SP e o SINFAVEA (Sindicato Nacional das Indústrias de Veículos Automotores - Montadoras).

Depois de muita negociação, a bancada patronal concordou em melhorar estas cláusulas pré-existentes (em vigor) na Convenção Coletiva de Trabalho, definindo que o pagamento do auxílio creche contemplará a criança com até dois anos de idade (24 meses), hoje é até 1 ano (12 meses), e a opção de 8 dias úteis para a mãe amamentar o seu filho. Sobre o aumento do subsídio do auxílio creche, a Federação reivindicou 30% do valor do piso salarial da categoria (R$ 1.030), não houve consenso, permanecendo o que está em vigor atualmente, ou seja, pagamento em média de 10% a 20% do piso. Além destes importantes benefícios sociais, as trabalhadoras também conquistaram a garantia de estabilidade no emprego de 30 dias caso tenham sofrido aborto.

Segundo Michelle Vieira, estas melhorias sociais são, sem dúvida, grandes conquistas para todas as trabalhadoras metalúrgicas nas Montadoras. 'Estou muito contente com o resultado. Hoje tem sido muito difícil para a mãe amamentar seu bebê em apenas meia hora por dia, conforme estabelece a legislação vigente. Agora com o prazo de 8 dias, além de fortalecer o relacionamento com o (a) seu filho (a), a mãe vai trabalhar de forma mais tranqüila e segura', comenta.

A sindicalista também comemorou o aumento da idade da criança. 'A princípio tínhamos reivindicado o aumento da idade para 6 anos, no entanto, a ampliação para 2 anos é, sem dúvida, um avanço significativo, pois incentivará as mulheres a entrarem no nosso mercado', frisa.

Segundo levantamento da Subseção do Dieese na Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM/CUT), as trabalhadoras metalúrgicas representam cerca de 14% do mercado do ramo metalúrgico. A Federação cutista representa 49.500 trabalhadores em montadoras em todo o Estado.

Estes novos direitos sociais já passam a vigorar na data-base do setor que é agora no mês de setembro.

Trabalhadores com deficiência e contratações

As conquistas sociais não pararam por aí. A Federação também reivindicou e a bancada patronal das Montadoras aceitou contratar trabalhadores portadores de deficiência, neste caso em futuras fábricas, bem como estimular a contratação de trabalhadores jovens, da faixa de 18 a 24 anos, e acima de 40 horas. 'Até agora o balanço das negociações têm sido positivo para os trabalhadores e o nosso objetivo é avançar cada vez nas próximas rodadas que serão decisivas', finaliza Valmir Marques (Biro Biro), presidente da FEM-CUT/SP.

Nova rodada nesta quarta

As reivindicações da Federação sobre o combate ao assédio moral e sexual e a renovação da Convenção pelo período de dois anos, entre outras cláusulas sociais, serão debatidos em nova negociação que acontecerá na quarta-feira, 29, às 15h, na sede da entidade patronal.

Veja o calendário de negociação com as bancadas patronais

Sindipeças (Grupo 3) - 15h

  • 29 de agosto (quarta-feira) - 15h - Sinfavea
  • 30 de agosto (quinta-feira) - Fundição - 10h e Grupo 9 - 10h
  • 31 de agosto (sexta-feira) - Grupo 9 - 10h / Sinfavea - 15h

Fonte: FEM-CUT/SP / Web

Brasil Metal Diário é o boletim eletrônico da Assessoria de Imprensa da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT. O SindLab é parte da estrutura do Laboratório Industrial Sindical Mercosul – União Européia, uma iniciativa dos sindicatos metalúrgicos do Cone Sul e da Europa. / Web

A CNM/CUT possui 96 Sindicatos de Trabalhadores/as Metalúrgicos/as filiados integrados a 7 Federações Estaduais ou Interestaduais de Metalúrgicos/as. Para consultar a lista de Federações e Sindicatos por estado clique no mapa abaixo: http://www.cnmcut.org.br/contFederacoes.asp / Valter Sanches es el Secretario General de la CNM-CUT.

Rebanadas de Realidad - Envíenos sus comentarios e informaciones