Bufete de Informaciones Especiales y Noticias

Brasil: empregos na industrial cresceu; salários sobem; trabalho informal recua

Por José Nunes da Silva (*)
Notas de José Nunes da Silva editadas en Rebanadas de Realidad

Rebanadas de Realidad - São Paulo, Brasil, 18/11/04.- As contratações na indústria brasileira superaram as demissões pelo quinto mês seguido. Em setembro, o nível de emprego cresceu 1% na comparação com agosto, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em agosto, na comparação com o mês anterior, a indústria apontou crescimento de 0,9% no total de vagas. Em julho, na mesma base de comparação, o crescimento foi de 0,2%. Em junho, o percentual chegou a 0,5%. No ano, o nível de emprego da indústria acumula aumento de 1,1%.

Na comparação com setembro do ano passado, houve aumento de 3,5% no nível de emprego industrial. Das 14 áreas pesquisadas, 13 apresentaram aumento no total de empregos em relação a setembro de 2003, com destaque para São Paulo, onde houve aumento de 2,2% no total de postos de trabalhos, e Minas Gerais, com expansão de 7,4%.

Salários

A folha de pagamento dos trabalhadores da indústria, na série livre de influências sazonais, avançou 0,3% em setembro na comparação com agosto, de janeiro a setembro, a folha de pagamento acumula alta de 9,2%. Em 12 meses, o avanço é de 6,4%.

Segundo o IBGE, os resultados positivos na folha de pagamentos indicam que a recuperação dos rendimentos neste ano está consolidada. 'Essa trajetória ascendente da massa de salários é fruto do maior dinamismo observado na produção e da manutenção dos índices de preços em níveis reduzidos ao longo do ano.'

Metodologia

A Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) produz indicadores de curto prazo relativos ao comportamento do emprego e dos salários nas atividades industriais, sobre pessoal ocupado assalariado, admissões, desligamentos, número de horas pagas e valor da folha de pagamento em termos nominais (valores correntes) e reais (deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA).

A coleta é realizada mensalmente nas empresas que possuem unidades locais registradas no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), reconhecidas como industriais pelo Cadastro Central de Empresas do IBGE.

Pesquisa Industrial Mensal - Emprego, Salários e Valor da Produção.

Sabemos que o Trabalho Informal é milenar, mas com a globalização, ouve um aumento descontrolado.

O reflexo ainda mais positivo do emprego, é que com o aumento de vagas nas empresas no território Brasileiro, e a diminuição gradativa do trabalho informal.

(*)Diretor Base, SINDPRESP / FLATIC - Brasil.
Rebanadas de Realidad - Envíenos sus comentarios e informaciones